segunda-feira, 30 de janeiro de 2012


Ouço Bossa, Punk, Jazz,
Blues e sempre Elis,
continuo lendo
Clarice pra tentar
entender o que eu fiz. 
Nessa torta linha
ando me equilibrando,
sorrindo.
Quem sabe o que
ainda vou encontrar
no caminho?
Sou o que deu pra fazer,
muita coisa é mesmo
impossível de se entender...


http://ab-solutamente.blogspot.com/

2 comentários:

  1. Quanta honra ter um poema meu aqui... privilégio te-la por perto, sem palavras, sem mais...obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Imagina! Adorei o poema leve, sonoro e significativo. ;*

    ResponderExcluir