quarta-feira, 8 de junho de 2011


Coleciono versos inseguros,
protelo meias verdades
como veias em fluxo pulsante
cadenciadas pela bomba cardíaca
ditando o passo e o compasso
da arritmia.



Um comentário: