domingo, 7 de dezembro de 2014

por perto
sempre pairando feito nuvem
que se condensa sobre minha cabeça
presença perversa
permeia a eternidade cíclica
porosa e morosa dentro do meu peito
constelações selvagens em ritmos alucinantes

me entrego
por perto

o cílio, a sombra surgindo
em escalas nervosas
sentenciando a duração
do tempo

entrevir
tremo

palpitação

Um comentário:

  1. Oi, Flávia, tudo bem?

    Indiquei seu Blog para participar da TAG The Liebster Award - Discover New Blogs!

    É só clicar aqui para ver as regras:

    http://arochaaagua.blogspot.com.br/2014/12/the-liebster-award.html

    http://arochaaagua.blogspot.com.br/

    Abraço

    ResponderExcluir