sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Nossas vozes comunicam velocidades
trago a brevidade da promessa
dos corações em urgências primárias
da sede e da precipitação

quando em êxtase das horas incertas
a entrega à imediatez da razão
na efêmera interação das vontades
no que já se perdeu ou se encontra

no espaço intermediário

do aqui e do não

domingo, 7 de dezembro de 2014

por perto
sempre pairando feito nuvem
que se condensa sobre minha cabeça
presença perversa
permeia a eternidade cíclica
porosa e morosa dentro do meu peito
constelações selvagens em ritmos alucinantes

me entrego
por perto

o cílio, a sombra surgindo
em escalas nervosas
sentenciando a duração
do tempo

entrevir
tremo

palpitação