quinta-feira, 20 de março de 2014

Inebriantes oscilações etéreas percorrem a noite
como tempero pros ares, como fumaças incandescentes
como leves véus ao léu
breves humores
eterna sensação
de organismos fragmentáveis
velando o sono dos despertos
atentos à sorte dos entendimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário