terça-feira, 18 de dezembro de 2012


*Olaf Hajek

Quero a espontaneidade de crianças brincando
o sorriso frouxo e a mente acordada
a menor distância e
a comunicação expandida
para além do
“curtir”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário