quarta-feira, 6 de junho de 2012

Esta noite


meu sonho consciência
seguirá por sendas secretas
lúcido e luminoso
construindo minhas
próprias lendas.

7 comentários:

  1. Lua solar.
    Gostaria de dizer o quanto é bom vir aqui, aprendo sempre que venho.
    Quanto a "Esta noite", tenho dificuldades com isso. A consciência é uma megera, que, por exemplo, quer separar, dividir, é antitética. Gosto de querer o sonho diurno, simples repouso-resistência.
    Um grande abraço.
    Gilson.

    ResponderExcluir
  2. Que bonito isso, Gilson. Estou sempre aprendendo com a poesia a partir de suas pequenas sutilezas e brutalidades. Que no seu tempo trazem entendimentos de vida importantes. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. mitopoiesis... lindo poema!

    +

    "Respeitai a hora em que o vosso espírito quer falar em símbolos: é aí que mora a vossa virtude." [Nietzsche/Zaratustra]

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela visita e comentário Raul, seja sempre bem vindo. E quanto ao Zaratustra, é maravilhoso, vez ou outra gosto de abri-lo como um oráculo e ver no que dá, é sempre bem pontual e de importante contato e assimilação. Volte sempre. Abraços

    ResponderExcluir
  5. mágico.


    obrigada pela visita, Flávia. seja bem vinda ao Reino.
    um abraço :)

    ResponderExcluir
  6. Flávia, se seu celular nao atende e o endereço de e-mail q tenho seu está errado, o unico modo foi escrever por aqui mesmo. Por favor, mande-me seu e-mail, add no msn, de uma sinal de fumaça... qualquer coisa... mas nao desapareça de mim! E o tal marcador amarelo do livro do Canclini?!!! DEixe-o bem cuidado e em setembro pego com vc na Rosa dos Ventos. Grande beijo, com saudade e afeto
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  7. Oi amiga, eu já te respondi faz tempo pessoalmente, mas tinha esquecido de responder também por aqui. Eu sou mesmo muito relapsa com estes meios de comunicação. Beijos.

    ResponderExcluir