domingo, 27 de maio de 2012

meu ouvido


Magritte -Untillied, (Shell inthe form of an ear),1956


Existem trocas realizadas numa dimensão estática que paira
e nela toda a dinâmica da reciprocidade se instaura
ainda que dissimulada, te escuto,
direto e labiríntica
e ressôo o que entendo, o que quero, 
e aguento.

2 comentários:

  1. Gostei muito. É possível ouvir o mar num búzio, o labirinto, nesse caso, ajuda, acho.
    Me fez lembrar um texto de Lorca:

    "CARACOLA (a Natalita Jiménez)

    Me han traído una caracola

    Dentro le canta
    um mar de mapa.
    Mi corazón
    se llena de agua
    con pececillos
    de sombra y plata.

    Me han traído una caracola"

    Federico García Lorca (Primeras canciones, 1922)

    ResponderExcluir
  2. Muito original e belo poema, parabéns.

    ResponderExcluir