quinta-feira, 3 de março de 2011

Náufragos nesse mar de letras


Exposição - inevitável projeção
nos imaginários escusos, esquivos, oblíquos
em nossas palavras dispersas

Subjetivos espaços não-lugares
Nem tão impessoais e inabitados assim.

Repercussão que ultrapassa nossa mera suposição direta
- cada qual de fronte à tela
 figurativo espelho translúcido
desconexo portal sem volta,
pro lado de lá

navegando por mares nunca dantes navegados
"por toda la mala onda"
"en la buena onda"

 Experiências virtuais de coletivo compasso.

vento em popa ?!
Naus de paus
À ver navios ...

Náufragos nas letras


Viver não é preciso, navegar é preciso”…
                                    Fernando Pessoa


Nenhum comentário:

Postar um comentário