segunda-feira, 14 de junho de 2010

Palácio das Águias - Guaxupé- MG

Palácio das Águias em Guaxupé- MG

Projetado e construído na década de 1930 por um arquiteto italiano de origem austríaca conhecido como Fito Puntel, o Palácio das Águias constitui-se enquanto uma intrigante construção da cidade de Guaxupé- MG.

O conjunto arquitetônico do Palácio conta com cômodos dispostos de uma forma pouco convencional, pois se apresentam quase como um labirinto. Existem várias passagens e saídas secretas, além de outras curiosas peculiaridades.

Carregado de figuras quiméricas ou grotescas como gárgulas, medusas e outras referências da cultura mística medieval, o lugar foi encarado pela população local como mal assombrado, sendo geralmente desviado da rota dos transeuntes.

Como não podia deixar de ser, assuntei com alguns moradores da cidade localizados no entorno do edifício e pude recolher algumas informações sobre o Palácio e sobre a vida pessoal de seu idealizador. Corre as más línguas, que se tratava de um entusiasta do facismo, que possuia três filhos, cujos nomes eram: Hitler, Franco e Mussolini, todos segundo minhas fontes, loucos. Reza a lenda que o pai austero tratava os filhos com bastante rigidez.

O complexo que envolve o casarão e outras dependências representa mais um exemplo de descaso das políticas públicas de preservação do patrimônio histórico cultural, uma vez que o mesmo não foi sequer tombado como patrimônio material cultural do município e está sujeito à degradação do tempo.

*O Palácio das Águias foi utilizado como cenário para a realização de parte das filmagens para o longa "Quimera sobre Ópio e Pandora", concebido por Flávio Citton, onde a direção de arte e a produção contaram com a assinatura dos meus amigos Castor e Luana Magrela. O filme foi aprovado e patrocinado pelo Fundo Municipal de Incentivo à Cultura de Uberlândia-MG.
 


























26 comentários:

  1. Olá sou de Limeira SP, tenho parentes em Guaxupé e sou apaixonado por essa casa, uma obra de arte, expressão dos "sonhos" do "Fito", incrivel, vejo um filme quando olho pra essa preciosidade.

    Gel Souto.

    ResponderExcluir
  2. Olá pessoal, eu sou o neto do "Fito".
    Corrigindo algumas informações acima:
    1 - Meu avô teve 6 filhos.
    2 - Apenas um deles, o Mussolini, teve problemas mentais, por uma fatalidade. Ele sofreu um acidente aos 6 anos de idade, quando caiu de uma das torres da casa e sofreu graves sequelas no cérebro.
    3 - Meu avô era sim Fascista. E tinha uma personalidade rígida. Mas nada que se possa definir como um pai que torturava os filhos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Luciano, fico feliz que você tenha encontrado esse blog e desmistificado para gente essa história. Essas informações eu obtive com as pessoas do comércio em volta, dos restaurantes e café próximos, enfim circulava uma falácia e esse mito me ajudava a compor de certa forma a ambientação daquele lugar intrigante.

    ResponderExcluir
  4. Que legal Flávia! Não sabia de algumas dessa informações e fiquei surpreso com seu instinto detetive! É aquela velha história, quem conta um conto aumenta um ponto. Que bom que o Luciano ajudou a esclarecer a questão! Falta ele ver o filme agora!
    Fiquei particularmente preocupado com a história da queda... Tudo bem que só caí da fonte e não da torre, mas e as sequelas? rs
    Beijos do Cast!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Flávia!
    Meu nome é Ulisses Caio Puntel, sou tataraneto do referido Arquiteto italiano Giuseppe Puntel, minha família se estabeleceu em Guaxupé, onde morei até meus 13 anos, hoje moro em São Vicente, mas ainda tenho familiares lá.
    Estava pesquisando na rede alguma coisa sobre a minha família e me deparei com este artigo e as fotos, são linda. Os filhos de Giuseppe Filho: Adua,Mussulini,Hitler,Itálico,Marconi,Luiza,Iolanda(ainda viva e mora em Guaxupé),Orlando Anúncio(meu avô), Aurora, José Filho Homero(este tinha problemas mentais) e tem outros que não me recordo. Mas tem um site com a genealogia da família.
    É só clicar em Giuseppe Puntel / Pêta
    http://www.genealogiapuntel.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá Ulisses, que bom que gostou das imagens e obrigada por compartilhar conosco mais informações. Assim que o filme estiver disponível na rede aviso vocês para dar uma conferida. Abraços,

    ResponderExcluir
  7. OláFlávia, gostaria e ficaria grato se me avisasse quando você souber que já está disponível na rede, para tal deixo meu email para contato e caso você tiver mais algumas fotos do Palácio das Águias e puder me enviar(por favor)eu agradesso desde já. Caso seja de seu interesse tenho só uma da década de 30.
    Abraços para você também!
    email: ucpuntel@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Flávia, legal você falar um pouco sobre o palácio das águias. Sou Débora, minha sogra nasceu e morou neste palácio, ela é a filha caçula de José Puntel, o "Fiti". Eles são em 7 irmãos da segunda união dele, que são: Iolanda, Itálico, Marconi, Luiza Adua, Mussoline, Hitler e Maria (minha sogra). Como o Luciano havia comentado, ele não agredia os filhos, e o único que tem problemas mentais é o Mussolini, por cauda uma queda. Minha sogra e uma de suas sobrinhas têm fotos da casa, e ela conta muitas histórias de lá.

    ResponderExcluir
  9. Oi Débora,

    Compartilhe conosco algumas histórias que sua sogra contava, fiquei curiosa. O Luciano me mandou uma foto hoje e eu postei, segue o link: http://cronicamenteorganica.blogspot.com/2011/04/emjunho-do-ano-passado-fiz-esta.html
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Olá Flávia, desde pequena sou apaixonada pelo Palácio das Águias e, finalmente, tive um pouco de minha curiosidade sanada. Ela deveria ser restaurada e aberta à visitação como ponto turístico de Guaxupé!! Parabéns pelo instinto "detetivesco"!

    ResponderExcluir
  11. olá! Moro em guaxupé e estava procurando no Google uma foto do Palácio das Águias e fiquei muito feliz ao encontrar essas belas fotos!!! Um olhar maravilhoso para fotografar essa arquitetura e uma ótima critica sobre o abandono da mesma. Parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  12. Ola Flávia, podia fazer uma mobilização para descobrir com quem da família herdou a casa e junto a prefeitura fazer um projeto de restauração, estive em Guaxupé esse fim de semana e apaixonei na casa, uma judiação deixar cair em ruínas !!!! abraço!

    ResponderExcluir
  13. Fiquei fascinada pela casa e pela história. Pretendo ir a Guaxupe para conhecer essa relíquia pessoalmente. Espero (de ter esperança) que os gestores se sensibilizem e recuperem esse belo patrimônio. Adorei!
    fernandes.sueli@gmail.com

    ResponderExcluir
  14. Me Chamo Tàcio Puntel sou brasileiro e moro em Cleulis distrito de Paluzza, na regiao de Friuli-Venezia Giulia no norte da Italia. Aqui nasceu Giuseppe Puntel o contrutor do palacio das aguias no ano 1882 e emigrou com a sua familia no ano 1895, gostaria de retificar 2 coisas: Giuseppe Puntel nao è austriaco mas italiano mesmo que o lugar onde ele nasceu è situado na fronteira com a Austria. O nome Giuseppe em lingua carnica( lingua local) è chamado de Zefiti e nao o nome Fito como diz na materia acima, Zefiti corresponde ao diminuitiva Zezinho em portugues. Um grande abraço a toda a familia Puntel espalhada pelo mundo!

    ResponderExcluir
  15. Olá Flávia e família Puntel!
    Sou Guaxupeana de coração, aqui me casei com um dos netos de Vicentina Gallate de Faria, enteado do Sr. Giuseppe Puntel. Dona Vicentina foi uma pessoa muito otimista e sempre que conversávamos sobre o passado repetia algumas lembranças. Dentre elas, contava que, quando menina moça, ajudou na construção do Palácio das Águias. Uma de suas funções era buscar areia no Rio Guaxupé, que seria usado na construção. Assim, sempre comentava que devíamos agradecer muito a Deus de termos o conforto da água encanada e da energia em nossas casas. Conheci alguns de seus irmãos, filhos de Giuseppe Puntel, como o Sr. Orlando (Landinho, como era carinhosamente chamado por ela e pelos sobrinhos)que tocava muito bem um violão. Sempre que visitava sua irmã tocava sua música preferida - Abismo de Rosas. Ainda é viva Aurora Puntel (a tia Lola) que morou muitos anos no Palácio das Águias juntamente com o seu irmão Homero - que também apresentou alguns problemas mentais, este já falecido. Na parte de baixo do Palácio vivia um dos irmãos que não conheci - Hitler (parece que também apresentou alguns problemas). Moraram no Palácio até que foi vendido para Henrique Puntel, que pretendia restaurar o prédio, mas infelizmente, ainda jovem sofreu um acidente em que veio a falecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou Fausto Iorio Adami,moro em SP, 63 anos,filho de Iorio Adami, filho de Maria Nardi Adami irmã de Isabel Nardi Puntel.Fiquei curioso em conhece-la,pois a única pessoa que conheço em Guaxupé é a Lola, que por sinal falei com ela por tel esta semana.Depois que meus pais e tios faleceram não tive mais contato com os Puntel.A única tia viva é a Wanda Adami,que esta com alzhemer e eu é que cuido dela em SP.Quando criança, fequentei muito o Palacio das Águias qdo ia à Guaxupé.É uma pena que se encontra abandonado.A prefeitura tombou o imóvel, mas não faz nada para restaura-lo!Gostaria de conhece-la.Abraço, faustoadami@msn.com

      Excluir
  16. Olá , sou de Juliana Amaral Duque S. de Guaxupé/MG e tive um sonho com este palácio, sonhei que entrei dentro deste palácio e tinha um senhor que me mostrou todos os cômodos da casa, e dentro dele havia todos os móveis, mas todos muito antigos havia portas em todos os cômodos e as portas estavam bem empoeiradas e deu pra ver que as chaves que abriam as portas eram chaves compridas e a ponta delas eram meio arredondadas e no meio havia alguns detalhes . Gostaria de saber melhor sobre a história do palácio.Tive este sonho, que é um mistério para mim . Obrigada, julianaamaralnina@hotmail.com

    ResponderExcluir
  17. ja passei pela casa porem ja morei numa cidade muito proxima a guaxup juruaia a cassa muitos estranha e toda quebrada com gargulas

    ResponderExcluir
  18. Olá, meu nome é Wilma Mara Simas, Sobrinha de José antonio Puntel e Maria Trombini (Ex proprietarios do palacio das aguias) Minha mãe, Angelina Trombinni irmã de maria Trombinni, quando criança passei muitas ferias la na casa da minha tia estava presente no dia do seu falecimento dentro da casa junto com todos os meus primos, foi a ultima vez que estive na casa dos meus tios. Meu tio não era nenhum facista, ele era uma pessoa com uma índole muito boa e muito inteligente. O palacio das aguias foi uma obra do meu tio, Sinto saudades de todos os meus primos e de todos os momentos que passei em Guaxupé.Cada escultura, Gargula e aderecho foram feitos pelas mãos de meu tio

    ResponderExcluir
  19. as autoridades de guaxupé,tinham que olhar com mais carinho por esse patrimonio, procurar toda as historia com seus filhos, ela é uma obra de arte do seculo XX, não pode ser esquecida, me emocionei só de ver o quintal em que brinquei quando criança, é um apelo ao povo de Guaxupé e as autoridades, o palacio tem histórias lindas, de meus tios e de meus primos. Quando minha mae casou ela morou na parte de baixo da casa

    Saudades :')

    ResponderExcluir
  20. muito bom obg vc me ajudou em um trabalho da escola muito obg moça do blog

    ResponderExcluir
  21. Eu e minha pequena família visitamos Guaxupé em fevereiro deste ano, e ficamos intrigadas como uma obra de arte destas não tem um registro histórico de seu criador, sua formação, influências sobre a arquitetura. Já que estamos em 2016 e parece que a obra física talvez não possa mais ser recuperada, seria interessante preservar sua memória, enquanto ainda for possível. Realmente, uma construção inspiradora, ainda que já em ruínas...

    ResponderExcluir
  22. Meu nome é Camila Ferrari, sou de americana interior de São Paulo, estive em Guaxupé em fevereiro deste ano, passei em frente a esta casa, achei incrivelmente linda. Gostaria de ter o privilégio de conhecê-la por dentro e saber das histórias que este lugar deve ter. Na minha opinião, esta casa é um símbolo do descaso da prefeitura de Guaxupé e do estado de Minas Gerais. É inconcebível que uma obra de arte como esta seja perdida devido ao descaso do governo.
    Gostaria, se possível de receber algumas histórias deste lugar incrível. Deixo aqui meu email para contato caminatti@hotmail.com
    Prefeitura de Guaxupé, vamos guardar a história da cidade!!! Não vamos deixar o tempo apagar essa obra de arte!!

    ResponderExcluir
  23. Trabalho a 20 anos ao lado do Pal. das Aguias , e comento que o tal referido está sendo reformado... rodriguesguaxupe@hotmail.com

    ResponderExcluir